Halloween nos EUA

Conheça a origem do Halloween nos EUA e fique por dentro de todas as tradições

Todo mundo está cansado de saber que os americanos comemoram os feriados como ninguém. Thanksgiving, a grande queima de fogos em 4 de Julho, são bons exemplos. E é claro que o Halloween não poderia ficar de fora! 

 

Comemorado em 31 de outubro, o Halloween é uma data aguardada ansiosamente por adultos e crianças nos EUAFilmes de terror, casas mal-assombradas, passeios de carreta, labirintos em plantações de milho, gincanas com maçãs, abóboras decoradasguloseimas deliciosas, festas à fantasia e a famosa frase “doces ou travessuras”, fazem parte de um dos eventos mais produzidos e consequentemente, mais caros do calendário. Os americanos  fazem de tudo pra mostrar o lado mais assustador e divertido deste dia. Uma prova disso é que só o Halloween é responsável por um quarto de toda venda de doces nos EUA, haja açúcar! 

 

Quer saber um pouco mais sobre o Halloween? Então se liga nestas informações: 

 

Origem Ancestral 

Tudo indica que o Halloween surgiu com os celtas, povo antigo que viveu há 2.000 anos na região que hoje corresponde à Irlanda, Reino Unido e norte da França. Todo 1º de novembro eles realizavam o Festival Samhain para comemorar o ano novo. 

 

A data marcava o fim do verão e das safras e o início do inverno gelado e sombrio, um período associado à morte. Havia a crença de que na noite anterior ao ano novo, ou seja, 31 de outubro, abria-se um portal na Terra e os mortos poderiam perambular livremente entre os dois mundos. 

 

O povo celta também acreditava que alguns espíritos poderiam causar problemas e até mesmo prejudicar as colheitas, mas em compensação, outros ajudavam os sacerdotes a prever o fututoEstas profecias eram de extrema importância já que guiavam e orientavam este povo durante os invernos longos e gelados. Vale lembrar que nessa época as pessoas estavam completamente sujeitas às forças da natureza, especialmente no inverno. 

 

Para deixar o evento ainda mais especial, os sacerdotes faziam fogueiras sagradas enormes onde as pessoas se reuniam para assar vegetais e sacrificar animais como oferenda às divindades. Durante a celebração, os celtas usavam fantasias de cabeças e peles de animais, exibindo com orgulho suas caças. No final da cerimônia, podiam levar pra casa uma tocha com a chama sagrada, para que as divindades as protegessem durante o inverno longo e sombrio. 

 

Dia de Todos os Santos 

No século 9 o Cristianismo chega às terras celtas e lentamente vai substuindo e modificando as antigas tradições deste povo. Em 1000 d.C, a igreja institui 1º de novembro como o Dia de Todos os Santos em homenagem aos mortos. A celebração era bem parecida com o antigo Festival Celta Samhain. Ambas tinham fogueiras enormes, desfiles e fantasias (sendo a maioria de santos, anjos e demônios). 

 

O termo Halloween vem da palavra All-Hallows Eve, véspera do Dia de Todos os Santos, antigamente chamado de All-hallows ou All-hallowmas (derivado do inglês médio Alholowmesse). 

 

A chegada do Halloween nos EUA 

No ínicio o Halloween era muito pouco festejado já que o protestantismo estava fortemente presente na Nova Inglaterra com suas regras rígidas. Apenas Maryland e algumas colônias do sul tinham esta tradição. Surgem então as “play parties“, eventos públicos em que as pessoas compartilhavam histórias assustadoras de fantasmas, dançavam e cantavam para agradecer a safra. 

 Halloween in the US

Durante o período colonial, o Halloween continuou sendo celebrado ainda de forma bastante discreta, com histórias de fantasmas e travessuras. Embora as comemorações de outono fossem comuns, esta data só se tornou popular na segunda metade do século 19, quando o país recebeu milhares de imigrantes, dentre eles irlandendes. Foram eles, ou seja, os descendentes do povo celta, que disseminaram esta tradição por todos os cantos dos EUA. 

 

Trick-or-Treat  

Os americanos começaram a se fantasiar e a ir de porta em porta pedindo comida ou dinheiro, inspirados por imigrantes irlandeses e ingleses. Foi assim que surgiu o famoso “trick-or-treat.”  

 

No final de 1800, houve um consenso para transformar o Halloween num feriadpara a comunidade e a vizinhançasem a figura de fantasmas, travessuras e até mesmo bruxarias do século 19. Então, em plena virada de século, foi decidido que o Halloween seria comemorado apenas com festas, jogos, comidas típicas e fantasias. Os líderes comunitários pediam às famílias que não utilizassem qualquer ítem grotesco ou assustador. Isso fez com que a data perdesse o caráter religioso e de surperstição. 

 

Celebrações de Halloween 

Nas décadas de 1920 a 1930, o Halloween já era super comemorado nos EUA. Desfiles e festas por toda a cidade marcavam este dia. Após o baby boom da década de 50, passou a ser celebrado também por jovens que se divertiam com o famoso Trick-or-treating pela vizinhança e ainda ajudavam a olhar as crianças mais novas. 

 Halloween in the US

Atualmente trick-or-treating ainda é uma forma popular e tradicional de comemorar o Halloween nos EUA. Os americanos gastam mais de  6 bilhões de dólares por ano neste feriado, que só perde pro Natal. 

 

É claro que existem outras formas de comemorar o Halloween sem ser batendo de porta em porta, festas à fantasia são um bom exemplo e os adultos estão curtindo isso cada vez mais! Afinal é uma ótima maneira de reunir amigos, colegas, vizinhos e ainda manter as tradições do Halloween, não é mesmo? 

 

Fantasias de Halloween   

 

Agora que você já sabe tudo sobre a história do Halloween nos EUA, adivinhe qual é a melhor forma de curtir esta data?  Se fantasiando é claro! Além de honrar a tradição e mostrar sua criatividade, você ainda vai se divertir muito. 

 

Os americanos se fantasiam de tudo que você possa imaginar: animais, comidas, celebridades, pontos turísticos, objetos, personagens de desenho, autores consagrados, memes e muito mais. Seja qual for sua escolha, o que vale é se divertir na criação da fantasia. Se for à uma festa, pergunte se é temática, já que isso é muito comum. Tem Festa do Super Mario com personagens dos jogos, do Harry Potter com alunos de Hogwarts… a criatividade não pára! 

 

Não importa como irá comemorar seu Halloween nos EUA. O que vale é se divertir com segurança, fazer novas amizades e se deliciar com um mundo de guloseimas! 

Mandy Cook
Mandy Cook
Eu sou Mandy, prazer em te conhecer! Eu sou de Boston, escritora e profissional de marketing com uma paixão por ser uma cidadã do mundo. Entre meus hobbies está cantar com meu grupo de cantores semi-profissionais à cappella, falar sobre Game of Thrones e comer tacos. Adoro viajar, sou fã dos Beatles e tudo que tem a ver com a Itália.
A line drawing of a gumball machine

Quer saber mais?

Vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre começar essa aventura de ser uma au pair nos EUA. Viaje, aprenda e cresça com a Cultural Care!

Saiba mais