• Dicas
Publicado May 16, 2019

Como lidar com os dias ruins

Dicas para cuidar melhor das crianças.

Por Abigail Ruth Llewellyn

Em primeiro lugar gostaria de dizer que simplesmente amo meu trabalho. Mas é comum imaginarmos que nossos dias como au pair serão sempre perfeitos, que acordaremos felizes todos os dias, trocaremos as fraldas com rapidez e seremos como um raio de sol constante na vida das crianças. Mas a realidade é que a vida de au pair nem sempre será um conto de fadas. Às vezes é tanto choro e birra que você tem a sensação de que sua cabeça vai explodir.

 

Mas, calma, não há motivos para entrar em pânico! Preparei um plano infalível para você enfrentar os dias ruins da melhor maneira.

1. Descubra o que está por trás do mau comportamento

 

Conhecemos perfeitamente nossas crianças, então sabemos quando há algo de errado. Geralmente há algum motivo por trás de um comportamento ruim. Aprendi ao longo deste ano, que em geral, o mau comportamento das crianças está relacionado à fome. É isso mesmo, a grande vilã é a fome! Quem diria que um simples sanduíche de Nutella resolveria todos os nossos problemas? Procure a razão pela qual as crianças estão agindo de determinada maneira antes de repreendê-las. Pergunte o que há de errado. Talvez estejam:

 

  • Com fome
  • Cansadas
  • Frustradas
  • Tristes
  • Doentes
  • Querendo chamar atenção

 

Converse com elas, tente descobrir o motivo do mau comportamento e faça o que é preciso. Às vezes bastam alguns minutos para reverter a situação.

 

2. Saiba como resolver a situação

 

Agora que você já sabe os motivos que podem levar as crianças a terem um mau comportamento, é hora de controlar a situação. Eu cuido de crianças de 11, 6 e 1 ano respectivamente e tenho que agir de formas diferentes com cada uma delas. Se a de 11 estiver cansada, não dá para colocá-la no colo e fazê-la dormir com uma canção de ninar. O que poderia funcionar neste caso?

 

  • Sentar ao seu lado e ajudá-la para que termine a lição de casa mais rápido
  • Pedir para que ela faça uma pausa e recarregue as energias antes de iniciar outras atividades
  • Ler um livro para ela
  • Dizer que compreende a situação e mostrar que ela não precisa ser rude com você

 

Agora se a de 6 anos estiver com fome, é praticamente o fim do mundo. Estou falando sério, trata-se de uma situação de extrema de emergência. Ligue para o Exército, pois se você não colocar um prato de macarrão na frente dela em 2 segundos, haverá uma verdadeira guerra! Não há outra solução a não ser matar a fome o mais rápido possível. Às vezes as crianças só querem mesmo é chamar atenção. Para mim esta é um das questões mais difíceis, porque vira e mexe, me esqueço que no fundo são só crianças e não os mini-adultos que elas me fazem acreditar que sejam!

 

As crianças mais velhas adoram estar ao seu lado, seja jogando, tomando um sorvete ou até mesmo contando como foi seu dia. Você vai se supreender com o poder do olho no olho e aprender que se interessar por algo que elas gostem, fazendo com que se sintam importantes, já é o suficiente para que tudo volte ao normal. Já a de 1 ano adora abraços, cantigas e livros. Como ainda não é capaz de se comunicar verbalmente, o bom e velho abraço ou mesmo uma brincadeira, mudam seu humor em um piscar de olhos!

 

3. Pare por um instante

 

Às vezes suas lindas crianças sempre tão comportadas, resolvem testar seus limites. Nessas horas o melhor a fazer é dar um tempo. Veja o que fazer para recuperar suas energias e seguir em frente:

 

  • Deixe as crianças envolvidas em alguma atividade: leitura, lição de casa ou brincadeira
  • Coloque água para ferver
  • Prepare seu chá preferido
  • RESPIRE FUNDO

 

Você pode até ter dias ruins, mas precisa criar mecanismos para enfrentá-los e a melhor forma de evitar o stress é estar preparada…

 

4. Programe-se com antecedêndia a fim de evitar erros

 

Saiba que as crianças levarão 15 minutos para colocar os sapatos sozinhas. Se você deixar o almoço pronto na noite anterior, em 15 minutos será capaz de servir uma refeição deliciosa. Prepare atividades para que elas não tenham tempo de se meter em confusão! Bastam apenas alguns dias de convivência para você perceber o que deixa as crianças irritadas e o que as levam a mudar de humor. Assim que você identificar os sinais, será capaz de evitar situações indesejáveis!

 

Crianças são apenas crianças e temos que estar preparadas para choros, birras, palavras desagradáveis… O mais importante é saber que os dias bons compensam os dias nem tão bons assim. Quando olhar para trás, garanto que não irá se lembrar dos dias ruins, apenas do forte vínculo de amizade que construiu com sua família e amigos em um outro país.


¡Hola! Soy Abbie. Tengo 22 años y soy del soleado Reino Unido. Soy una ávida bebedora de té y una entusiasta de los viajes. Target es mejor que Disneyland, y no hay lugar para la discusión. Mis pasatiempos incluyen un atracón de Grey's Anatomy (cuando intento no gastar todo mi dinero en Target) y hacer planes de viaje. Quiero mucho a mis amigos y tengo una suerte increíble: ellos han volado DOS veces para verme y conocer a mi loca familia anfitriona (que incluye a mi abuela, que es a la vez mi mejora amiga).

Lo más popular

Descubre más sobre Dicas

A line drawing of a gumball machine

¡Comparte tu historia!

Estamos buscando creadores de contenido que quieran compartir sus inolvidables experiencias en nuestro blog. Envíanos tu historia hoy ¡y enseña a los demás en qué consiste la vida de au pair!

Envíanos tu historia